17/10/2017

Top 5: As melhores bebidas típicas de cada país.




Depois que perdi o medo básico de avião adoro pesquisar sobre a cultura e costumes dos locais que estou indo conhecer. E para a gente que tem um pezinho na parte gastronómica e adora apreciar uma boa comida com uma boa bebida nada como conhecer as bebidas típicas de cada região e poder desfrutar desse enorme prazer.

Já parou para pensar sobre como uma bebida pode traduzir a alma de cada lugar? Que tal fazer uma viagem por sabores típicos de cinco países? Entender sobre a origem, os processos de produção e como cada povo desenvolve seu gosto e sua própria maneira de beber pode ajudar qualquer pessoa na hora de escolher o vinho ou o destilado mais adequado para cada ocasião. Além de aumentar o repertório, pode trazer também um novo olhar sobre apreciação e harmonização. Veja a seguir como desfrutar delicias locais que conquistaram o paladar exigente dos adeptos a gastronomia de qualidade em todo o mundo. 



ITÁLIA - LIMONCELLO


Origem:  Símbolo do mediterrâneo, o limoncello é uma bebida típica da Itália, na região da Costa Amalfitana, onde são cultivados os limões utilizados para sua fabricação. Sua preparação é meticulosa e, se executada com precisão, em pouco menos de três meses o tradicional licor fica pronto para ser apreciado. Com excelentes propriedades digestivas, a bebida nasceu no início de 1900, na região da ilha de Azzurra. Mas há controvérsias sobre sua verdadeira origem que incluem lendas sobre seu uso por pescadores e camponeses para combater o frio nas manhãs de labuta. Também há quem diga que sua receita nasceu em um convento para encantar os monges nos momentos de oração.  O fato é a bebida conquistou o mundo e suas garrafas hoje acompanham refeições elegantes, celebrando a vida nos quatro cantos do planeta. Afinal, quando se trata de bons prazeres e viver bem, os italianos costumam entender do assunto!

Dicas de compra: Tenha em mente que essa é uma bebida com sabor cítrico, intenso e refrescante, graças ao seu ingrediente principal que é a casca do limão, rica em óleos essenciais e com aroma forte. Procure por marcas que prezam pela qualidade e o tamanho do limão – geralmente bem maior do que o que costumamos ver no Brasil, pesando, em média, não menos que 85 gramas. 

Como apreciar: seu sabor cítrico e refrescante combina com comida italiana, com paisagens bucólicas e o cenário deslumbrante da costa Almalfitana. Imagine um pôr do sol ao lado de gente querida depois de um leve e delicioso almoço. A ideia é que o Limoncello seja servido sempre bem geladinho, antes ou no final das refeições por ser uma bebida associada à facilitação do processo digestivo. Pra quem curte cozinhar, a dica é bebericar antes de finalizar o jantar pra compensar o calor do fogão. Outra opção seria combiná-lo com água tônica, champagne ou prosecco para criar drinks. Também fica maravilhoso se servido com sobremesa (de sorvetes até frutas). Na Toscana existe inclusive um ritual que consta em servi-lo em copos pequenos e, após o brinde, beber de uma vez rapidamente e bater o fundo do copo vazio três vezes sobre a mesa - a primeira para a vida, a segunda para a noite e a terceira para um bom sexo!


ESPANHA – CAVA


Origem:  Espanha é o berço dos Cavas e a região de Catalunha é conhecida pela tradição na criação dessa bebida de alma leve e especial. Com características artesanais, sua origem está associada ao esplendor da vinicultura catalã de meados do século XIX e à ascensão do champanhe no final do século XVIII. No final do século XIX, muitas famílias da cidade de Sant Sadurníd’Anoia começaram a pesquisar o método tradicional ou Champenoise com vistas a sua aplicação às uvas locais autóctonas que, levam no mínimo, 12 meses para serem fermentadas num complexo processo de produção. A primeira fermentação ocorre na garrafa e o gás carbônico produzido é retido dentro dela para transformar o açúcar das uvas em álcool. Já na segunda fermentação, realizada em ambiente fechado, esse gás não pode escapar, pois é ele o responsável pela formação de suas charmosas micro bolhas, que são o símbolo de celebração do povo espanhol, hoje apreciada pelo mundo inteiro nas mais diversas ocasiões.

Dicas de compra: Mais de metade das garrafas de Cavas do mundo levam a etiqueta Freixenet. Com 150 anos de história, a marca é conhecida por sua produção de Cavas, espumante espanhol que só pode ter a denominação de Cava quando produzido na Espanha. Seu portfolio atual no Brasil conta com os rótulos Cordon Negro, Carta Nevada, Cordon Rosado,  Freixenet Ice, Freixenet Ice Rosé e o espumante argentino Freixenet XB. Além disso, a marca ainda tem o Freixenet Vintage Brut Nature (sem adição de açúcar) e a coleção Premium, Elyssia Gran Cuvée, Elyssia Pinot Noir e a Super Premium Reserva Real, que pode ser comparada aos melhores champagnes do mundo.
Como apreciar: os cavas vão super bem na bagagem para o litoral por combinarem com férias, cenários apaixonantes, dias festivos e intensos. A bebida é ideal para celebrar bons momentos da vida, seja entre amigos, família ou ao lado daquela pessoa especial. Refresca dias quentes, lembra reuniões regadas a divertidos papos noite adentro. Cai bem do brunch ao luau, passando pelo casamento, seja na praia ou na montanha. Em algumas regiões da Espanha, o cava é consumido com tanta frequência que pode ser comparado à cerveja no Brasil. O Cava Brut Nature, por exemplo, é mais seco por ter menos de 3g de açúcar por litro e harmoniza com peixes mais fortes como atum e salmão e vai bem com queijos curados. Para os mais ousados, um Brut Nature Grand Reserva harmoniza bem com creme brulée. O Carta Nevada, que é mais leve e adocicado, vai bem com sobremesas e o Córdon Negro, com assados. Segundo os catalães, há sempre uma boa harmonização para um Cava. 

MÉXICO - TEQUILA



Origem: a tequila é um destilado feito da planta agave azul, nativa do estado mexicano de Jalisco, região onde fica a cidade de Tequila, que deu nome à bebida. O município fica a próximo da Cidade do México, que reúne as sedes dos principais fabricantes da aguardente. Em 2006, a região foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em razão de sua importância para a cultura mexicana. É uma bebida forte, que lembra a efervescência do país.

Dicas de compra: vale lembrar que a tequila é sempre proveniente da destilação, dupla ou até tripla, da agave tequilana ou agave azul. Ao comprar a bebida, preste atenção às informações do rótulo. As palavras “tequila” e “100% puro de agave” ou “100% de agave” devem estar presentes. Do contrário, não se trata de uma tequila pura, mas da mistura de um destilado feito com agave azul e alguns tipos de açúcar.

Como apreciar: geralmente a tequila é servida em um pequeno copo cheio até a borda, acompanhado de limão e sal. Sugere-se que ela seja consumida rapidamente, como shot. Tem tudo a ver com noites festivas mas também cai muito bem nos dias quentes do verão. E também é uma bebida quer serve de base para preparar vários long drinks. Além de ser muito bem-vinda à mesa com os clássicos da culinária mexicanos, a tequila é o acompanhamento ideal para comidas mais condimentadas em geral. Isso ajuda a explicar o casamento perfeito entre a bebida e alguns pratos da culinária brasileira - especialmente os da cozinha mineira e baiana. 


BRASIL - CACHAÇA



Origem: genuinamente brasileira e reconhecida em âmbito internacional, a cachaça é considerada uma paixão nacional cuja importância cultural, social e econômica está diretamente relacionada ao início da colonização portuguesa e à atividade açucareira. Com alto teor alcóolico e obtida através da fermentação e destilação do caldo de cana ou do melaço, a pinga – como é popularmente conhecida – inicialmente aparecia descrita em alguns relatos do século XVI como uma espécie de “vinho de cana” consumida apenas por nativos e escravos. Com o tempo, os colonizadores começaram a substituir as valorizadas bebidas vindas da Europa pelo consumo de cachaça, que foi ganhando cada vez mais popularidade. E assim, ao longo dos séculos, a bebida firmou sua reputação, sendo hoje valorizada e apreciada em vários lugares do mundo. 

Dicas de compra: com a enorme variedade de marcas existentes no mercado, o ideal é ficar atento a alguns detalhes que garantem sua qualidade final. O lote da bebida e outras informações legais do rótulo devem estar obrigatoriamente presentes, indicando que aquele alambique está atento aos procedimentos mínimos de regularização. Também vale ficar de olho na região onde foi feita. Infelizmente, alguns produtores se aproveitam da fama de excelentes cachaças provenientes de locais famosos como Paraty e Salinas e oferecem um produto de qualidade duvidosa citando esses nomes no rótulo. Outro detalhe é checar sobre premiações ou rankings de publicações, que também aparecem com frequência nas embalagens. 

Como apreciar:  a bebida é servida em uma enorme quantidade de restaurantes e os tradicionais botecos em todo o país que são considerados por aqui como laboratórios de verdadeiras experiências gastronômicas. Entretanto, o clichê “aprecie com moderação” é quase obrigatório quando se trata da cachaça nacional servida pura, devido ao seu alto teor alcoólico. Talvez por isso, ela seja bastante usada como base para o famoso drink caipirinha, que é a cara do Brasil. 





JAPÃO - SAQUÊ



Origem: uma bebida milenar de origem japonesa e produzida a partir da fermentação do arroz. Enquadrado na mesma categoria do vinho, o saquê também passa por um processo de fermentação por meio de leveduras até se transformar na bebida que costumamos apreciar com sushi aqui no Brasil. Existe uma lenda que diz que o saquê nasceu de um barril de arroz mal vedado, onde o ar entrou e um processo de fermentação natural originou a bebida. M fato que sua produção começou no século III, em Nara, a antiga capital do Japão, e inicialmente era feita somente com água e arroz. No começo do século XX, sua produção sofreu algumas alterações e ganhou alguns aditivos na versão atual.

Dicas de compra: muito antiga e bem restrita ao povo japonês, a bebida se tornou a mais conhecida nos últimos anos pelo mundo afora por conta de sua versatilidade.

Com apreciar: com vibe mais urbana, o saquê é uma das atrações do Japão para acompanhar os pratos leves e bem elaborados da culinária local. Vai bem com peixes, sushi e diversas sobremesas.  Combina com paisagens diversas, tanto com noites frias como quentes, dependendo da temperatura servida – pode ser gelado ou aquecido.

Fonte - Informações para a imprensa Freixenet. @tastemakers

26/05/2017

Lightbox na Decoração





A tendência não é nova mas definitivamente veio para ficar com a popularização da Decor Escandinava típica de países como Dinamarca, Noruega e Suécia e a Decor minimalista no nosso país. Além das cores características e texturas, alguns elementos fazem parte desses estilo e um deles são essas famosas caixinhas de luz. A Lightbox são colocadas em qualquer parte da casa com frases que combinem com o estilo dos moradores - a maioria motivacionais. 
Elas vem com várias letrinhas para montarmos nossas próprias frases e funcionam com pilhas. A minha funciona também deixando ligada no cabo USB do computador pois veio com um cabinho. Podem ser usadas penduradas na parede, em algum móvel ou mesmo no chão. Aqui no Brasil elas são um pouquinho caras mas consegui comprar a minha no Aliexpress por um precinho camarada: apenas U$ 25 dólares. Chegou rapidinho, sem ser taxada e super bem embalada. Separei algumas inspirações para vocês:



















A minha comprei com esse vendedor: aqui. Ele tem os dois tamanhos e vende também letras e símbolos avulsos. Comprei a maiorzinha. Essa aqui:


Espero que tenham gostado da dica e para quem está louca por uma mas não tem coragem de comprar por aqui vale super a pena. Mesmo se for taxada ainda compensa. 

Fotos: Pinterest.

Até a próxima dica, pessoal. Um ótimo fim de semana!!

23/05/2017

Tendências de Talheres: Rose Gold.



Se tem algo que eu amo variar na hora de montar a mesa são os talheres. Dos tradicionais aos moderninhos são várias as opções para todos os gostos e bolsos. Desde os com revestimento em plástico aos da mais pura prata. De uns anos para cá a moda é investir nos metalizados: já vimos desde os dourados-desejo aos que seguem a moda do "sereismo" enchendo a mesa de cores. Esse ano o rosé ou rose gold como preferirem chamar continua com tudo. Talvez influenciado pela onda do cobre que não deixa de ser um rosado, uma vez que, o cobre puro possui tonalidades rosa ou cor de pêssego. Já tinha mostrado para vocês o que comprei ano passado no aliexpress, mas acabei não resistindo aos novos modelos e comprei um misturado com prata que fez sucesso no instagram. 
Separei algumas fotos para vocês se inspirarem e me dizerem se não vale a pena ter um conjunto de talheres rosados em casa na hora de montar uma bela mesa posta. 



















E ele é tão tendência que já invadiu de vez a decoração da casa ou os objetos de houseware: 










E eu não resisti e adquiri mais um conjuntinho para chamar de meu e como vocês gostaram vou passar o link para vocês. Claro que foi no meu amado Aliexpress. Demorou exatos 16 dias úteis e não fui taxada. Claro que agora é hora de dar uma segurada por causa do dólar mas quando ele baixar se joguem e comprem um conjuntinho para vocês também. Na hora de comprar prestem atenção na quantidade. Geralmente elea vendem os itens para uma pessoa. O meu escolhido foi esse abaixo:





O vendedor foi esse aqui: além desse tom ele tem também outros no mesmo modelo em branco, preto e marrom que também acho lindos. Adoro essa pegada mais moderninha. 
E vocês gostam dessa tendência ou preferem ficar no bom e velho talheres de prata? Me contem!! E se acharem algo legal no Aliexpress não deixem de compartilhar conosco. Marca a hashtag do blog: #betweenteaandcoffee ou nos manda um email.

Um ótimo restinho de semana e até o próximo post com dicas para comprar um Lightbox com precinho camarada. :)

Fotos: Pinterest